segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Um cantinho para chamar de seu.

Muita gente me escreve dizendo que tem o sonho de criar um espaço em casa pra poder praticar dança, melhorar seu alongamento e estudar tudo aquilo que aprende em aula.
Para tudo nessa vida há pelo menos 2 jeitos de se fazer: o primeiro é comprando pronto, e o segundo é fazendo você mesmo.
Pois é, sendo assim, em janeiro de 2007, na melhor tradição do "faça você mesmo" eu criei uma sala de estudo pra mim e minhas amigas, coincidentemente foi assim também que comecei a ministrar aulas, um capítulo a parte.
Abaixo minhas indicações para montar seu espaço de dança. Como sempre compartilho aqui a minha experiência, que não é a única no mundo (pode ser que vc faça melhor), são dicas, aproveitem!
Basicamente para começar você vai precisar de:

• Espaço: Nesse ítem eu destacaria o aspecto "tranquilo", leia-se local onde você possa estar isolado de críticas, de ruídos, livre de móveis ou objetos atrapalhando. Uma edícula, um quarto vazio, ou um canto do seu próprio quarto. Luz: movimento rima com prazer e criação.. dança é vida, dê preferência para um local arejado ou com janela, se necessário invista em lâmpadas. Parece óbvio falar mas luz é fundamental, claro e arejado durante o dia, bem iluminado se vc for usar a noite. Escolha com sabedoria.

• Chão: Quesito mega importante, pois aqui entra a questão segurança. Nada de chão de piso frio (azulejos), cerâmica ou pedra, onde há risco de escorregar, ninguém quer uma lesão. Na minha opinião o melhor piso para dança é o de madeira, ou, caso você possa investir, instale linóleo, cobrindo o piso original do local que vc escolheu. Linóleo é vendido por metro em rolos compridos, fixados em cima do piso por fita adesiva vinílica, tem uma postagem aqui no blog específica sobre Linóleo.

• Aparelho de som: Seja para usar CD, MP3, Laptop... contanto que haja música! Boa a alta de preferência! 

• Barra de ballet: Ou você faz a sua ou compra uma pronta, instruções abaixo e mãos à obra!
Eu usei uma barra de madeira maciça do tipo Canela, com quase 4 metros de comprimento, adquirida na Rua do Gasômetro na região do Brás (Centro da Capital paulista), onde há uma centena de lojas desse tipo. Ah, meça direitinho seu espaço antes de comprar, por favor! Notem os detalhes da minha barra na foto acima, a cada 1 metro de barra há um apoio de metal que liga a barra à parede além de parafusos com buchas devidamente chumbados, – nessa hora é muito útil a ajuda de alguém que tenha habilidade com furadeira.
Sim, pois firmeza e segurança são pontos principais dessa empreitada. A barra deve ficar paralela ao chão numa altura que varia entre 90 cm e 110 cm, meça antes de furar e leve em conta a sua altura, não deve ficar nem alta demais nem baixa, uma boa dica para definir a altura ideal é fazer alongamento com uma das pernas em cima da barra.
 Por fim dei acabamento lixando a madeira e aplicando 3 demãos de seladora incolor (específica para madeira) usando um pincel, ou pode ser verniz  incolor também. Todos os materiais descritos aqui foram comprados numa loja de materiais para construção, custo total da barra: R$ 295,00 (madeira, parafusos, seladora, pincel, lixa, buchas de fixação, suportes).

• Outros ítens e Decoração: Não tive como investir em espelhos grandes, porém coloquei um pequeno perto da barra (ele tem 90cm de altura) suficiente para eu me ver. Finalizei colocando meus materiais corporais num cesto de palha (bolinhas, elásticos, bambus, escovas etc.), uma mesinha pra apoiar o som, um cactus e alguns posters de ballet na parede.

Resultado final do meu espaço:


E aí, gostou? achou muito trabalhoso?
Me conta do seu também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário!