domingo, 9 de janeiro de 2011

Caminhos para 2011.

Em 2010 pude sentir um aumento significativo no número de alunos adultos estudando balé clássico. Isso é bom por um lado mas eu não me interesso em quantidade e sim em formar gente feliz que dance com amor, saúde e arte. E dançar mais foi um pedido geral, não só no espetáculo de final de ano, da minha parte preciso fazer mais registros dos alunos em ação.

Para quem planeja começar agora seus estudos lembro que há um lado delicioso no balé, lindo e prazeroso, e também um lado mais duro. Quem vê a beleza das formas no palco, com música e figurinos não imagina o que está por trás... Suamos a beça para conseguir 1 milímetro de alongamento, cansa bastante, cada passo é repetido centenas de vezes, a tão sonhada ponta dói, é desafiador, e por isso tudo digo que não é só de amor que vive um bailarino/estudante de balé.


E um desabafo. Além disso tudo cada um tem que ser adulto o suficiente para saber que o desenvolvimento técnico apurado, linhas e expressividade demora anos para acontecer, que uniforme rosa não é sinal de saber dançar bem, que sapatilha de ponta não é brinquedo, que não dá pra entrar no palco fazendo aula/ensaio esporadicamente, que iniciante não pode subir na ponta e pronto, que cada aluno tem que respeitar seu corpo e seu nível técnico sem querer pular etapas. E o contrário disso é ser extremamente amador.

Minha mensagem é: sonhe sim, sempre! Mas mantenha os pés no chão ao mesmo tempo. Venha fazer aulas, mas não espere milagres em poucos meses, trabalho é trabalho, e a dedicação quanto mais intensa melhor. Com poucos meses de aulas há uma melhora visível no alongamento e postura do aluno, mas é com alguns anos seguidos de estudo é que a concretização de um sonho acontece. Se você quer trabalhar, suar e não tem medo de desafios este é o lugar certo: vá em frente!

As férias estão acabando e nos vemos nas aulas dia 10/janeiro. Até lá!

Foto: Dri Miyuki.

8 comentários:

  1. " [...] e por isso tudo digo que não é só de amor que vive um bailarino/estudante de balé." Exatamente! E, confesso, o excesso de sentimentalismo na dança me cansa deveras.

    Eu sei que sua vida é agitada, mas você poderia escrever mais, né? Foi tão bacana tantos posts legais seguidos. =)

    Doce beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oun querida, obrigada de coração! Tenho escrito muito ultimamente e tb já tinham vários prontos na fila de espera pra publicar.
    O sentimentalismo leva a coisas como "dança é emoção", "se dançar com amor está bem feito" etc., e sabemos que não é bem assim, mora um engano nesse pensamento, amadorismo tremendo.
    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  3. Sempre algo a acrescentar. Adoro o blog!
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Primeiro, adorei ter visto a minha foto! E de coração, espero que o meu alongamento tenha melhorado (não hoje, que é a volta das aulas... vai estar tudo dolorido, tudo duro, tudo cansado).
    Eu estava morrendo de vontade de calçar as sapatilhas e voltar a dançar... coisa de louco. Achei as férias longas demais! rsss. Por mim, já teria voltado na semana passada! rssss.
    Tanto que fui até matar a saudade da Clau e bater um papo com ela lá na loja dela... rs.
    Espero que este ano o estudo da ponta comece a se consolidar, não? Ano passado era o início, perder o medo dela... este ano, talvez seja ano de consolidar e começar a estudar pra valer... rs. Sabe que to com saudades da meia ponta... tanto ensaio para o espetáculo, que estou com saudades daquela sapatilha deliciosa no pé!
    O blog continua no mesmo endereço... só mudei o sistema! Voltou hoje!
    Beijos
    lelê

    ResponderExcluir
  5. Sempre se superando, né amiga?

    Parabéns :P

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada queridas!!!!!! Beijo grande!!

    ResponderExcluir
  7. Me emocionei quando lí sabia?Me lembro ainda da cara da minha mãe e das outras pessoas quando falei que queria fazer ballet aos 16.Eu me orgulho muito de estar coseguindo!
    Linda Postagem!!!
    Beeijos!

    ResponderExcluir
  8. May Lindona!!! E que bom q vc foi em frente!! obrigada, bjos

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar seu comentário!